Tags

, , , , , , , , , , , , ,

Finalmente consegui assistir Machete, de 2010. Uma idéia que o diretor Robert Rodriguez planejava levar para a telona desde os anos 90 e chamou atenção ao ser incluído como fake trailer em seu filme Planeta Terror.

A idéia era dar a Danny Trejo, um mexicano com cara de mau que desde os anos 80 fez dezenas de filmes em papéis menores (geralmente de capanga), a chance de finalmente estrelar um filme, isso em meio a muita ação, violência, atores famosos em participações especiais e um monte mulher pelada.

Aqui vão minhas impressões sobre o filme:

ROBERT RODRIGUEZ
Inventor do gênero mexploitation, Rodriguez tem seus altos e baixos, considero este como parte dos baixos. É um daqueles filmes de ação nada realistas onde o protagonista o tempo todo realiza proezas impossíveis como brincar de Tarzan com os intestinos do vilão (isso acontece mesmo).

DANNY TREJO
É uma pena, mas talvez o papel tenha chegado tarde demais para Trejo, com quase setenta anos (nasceu em 1944) ele não convence muito como herói de ação, nem como o garanhão latino que o filme quer vender, passando o rodo em todas as beldades do elenco feminino.

JESSICA, LINDSEY E MICHELLE
Falando no elenco feminino, o filme tenta aproveitá-lo no maior número possível de estereótipos. Tem Jessica Alba como a policial certinha, Michelle Rodriguez como a revolucionária dura na queda e Lindsay Lohan como a patricinha cabeça de vento que acaba virando, literalmente, uma freira pistoleira.

DE NIRO
Robert De Niro está excelente como um personagem que nós brasileiros conhecemos muito bem: o político trambiqueiro. Num filme recheado de clichés, é um pouco assustador constatar que o senador e seu discurso racista e xenofóbico talvez seja o personagem mais próximo da realidade.

SEAGAL
Assim como a maioria dos atores de filmes de artes marciais, Steven Seagal é um péssimo ator. Seu diferencial é que, ao contrário destes, ele é capaz de chutar bundas na vida real. Se seu papel não é grande coisa do ponto de vista artístico, pelo menos fica a curiosidade de vê-lo como bandido.

MAIS
Esperava muito de Machete, mas me decepcionei. Talvez pela ação ser irreal demais ou pelos personagens serem tão caricaturais. Aparentemente Rodriguez planeja mais duas continuações para esta franquia, tomara que nestes ele retome o tipo de ação que empregou em Sin City e Um Drink no Inferno.

CURIOSIDADE
Não tem muito a ver com o filme, exceto pelo fato de dizer respeito a cultura e identidade dos imigrantes mexicanos nos Estados Unidos e seus descendentes. Existe uma polêmica atualmente em torno do significado e uso dos termos xicano, chicano mexicano. Leia mais sobre isso neste link (em inglês).

.

Gostou? Você também poderá gostar destes artigos:

Destes aqui você não vai gostar. Não precisa nem clicar: